Arquivo da tag: Msl

Converse apresenta o novo Chuck Taylor Modern Lux minimalista

A Converse não para de trazer novidades quando se trata do Chuck Taylor, seu mais icônico tênis, e a novidade da vez é o modelo Modern Lux, que vem com pegada minimalista nas cores branco gelo e preto. O sneaker apresenta um couro premium liso por todo o seu corpo, inclusive na logo da marca que troca o tradicional bordado por um alto-relevo fundido ao couro, confira só.

O Modern Lux será lançado mundialmente na loja da Converse no dia 17 de fevereiro – mas esse mundialmente não inclui o Brasil.

7 UPGRADES SIMPLES E INSTANTÂNEOS DE ESTILO PARA O CALOR

Ok, o tempo aqui no Brasil é imprevisível. Um dia faz 40 graus. No seguinte baixa para 18. Depois vem uma chuva de proporções bíblicas. Aí o sol volta com tudo. Assim é duro, né? Mas o fato é que a partir de novembro, a tendência é o clima continuar esquentando cada vez mais, até atingir todo o seu potencial no alto verão. Se você quer estar preparado para se vestir bem no calor, reunimos 7 upgrades simples e instantâneos que farão toda a diferença em seu visual. Dá só uma olhada:

DOBRE A BARRA DA CALÇA

Você já ouviu falar no mankle? Essa é uma gíria que reúne “man” e “ankle”, ou seja, tornozelo do homem. Se você quiser andar na moda, dobre a barra da sua calça até aparecer o osso do tornozelo. Além de estiloso, esse truque também vai refrescar o seu look.

unknown-6

USE MEIA SAPATILHA

Falando em mankle, de nada adianta dobrar a calça se a sua meia estiver aparecendo. E não ache que uma meia de cano baixo vai resolver o problema. O negócio é adotar um modelo sapatilha, daqueles bem cavados, que dão a impressão de que você nem está usando meia.

Instagram / @magic_fox

ADOTE UMA BARBA DE VERÃO

Muitos homens decidem tirar a barba no verão, por acharem que ela vai esquentar o rosto. Mas essa ideia está equivocada, porque a barba não tem esse efeito. E quer saber mais? Ela funciona como um protetor solar natural, diminuindo de 50% a 95% a exposição do rosto aos raios UV, segundo estudos.

Mas por causa do nosso suor intenso nessa época, é essencial cuidar da barba com um produto de qualidade. Indicamos o THE SHAVING SOLUTION, da DR. JONES , um balm multifuncional que hidrata, condiciona e alinha os fios, além de estimular o crescimento saudável da barba.

unknown-1

FUJA DOS TECIDOS SINTÉTICOS

No calor, mais do que nunca, é fundamental olhar a etiqueta das suas roupas antes de vesti-las. Sabe o motivo? Os tecidos sintéticos, tipo o poliéster, são conhecidos por reter o calor. É melhor apostar em peças de fibras naturais, como algodão ou linho, porque elas deixam o corpo respirar melhor.

Instagram / @sandro

APOSTE NOS TONS CLAROS

Outro fator a levar em consideração? A cor da sua roupa. Os tons escuros absorvem mais luz e calor do que os claros. Sendo assim, uma camiseta branca te deixará bem mais confortável do que uma preta. Essa é a hora de trocar, também, o seu blazer azul-marinho pelo bege.

Instagram / @kosta_williams

APOSENTE OS BERMUDÕES

Ah, os bermudões… Um dos maiores erros de estilo dos homens é insistir naqueles shorts compridos que chegam quase à canela. Isso é muito ultrapassado. Hoje a tendência é usar modelos mais curtos. Tente não cobrir o seu joelho jamais. Você pode dobrar a barra da bermuda, se necessário. Isso cria um efeito bem legal.

Instagram / @iamgalla

LAVE BEM O ROSTO

Quando o tempo esquenta, o que acontece com o nosso corpo? Ele transpira mais por causa do calor, óbvio. Se você não quer ficar com aquele rosto oleoso, que passa uma impressão de desleixo, use diariamente algum produto que controle a oleosidade.

Nossa sugestão é o ISOTONIC FACE SCRUB, da DR. JONES, um microesfoliante natural de uso diário que limpa e remove as impurezas sem agredir a pele. Ele contém ativo isotônico que auxilia o rosto a restabelecer seu equilíbrio mineral, acelerando sua reidratação. Possui também fórmula com pH neutro e efeito refrescante, que não deixa a pele oleosa.

unknown

Melissa mergulha na moda sem gênero e lança Clássico Brogue Unisex

imagem-destacada-2-1200x800_c

A Melissa pegou o gosto pela moda genderless e continua forte com seus lançamentos, depois de nos apresentar a Melissa Free na semana passada, agora o calçado da vez é o clássico brogue que vem para complementar sua linha sem gênero. A Melissa Classic Brogue é a grande aposta da marca 100% plástico para o Inverno 2017, onde traz a modernidade de seu design característico e a elegância do sapato tradicional, famoso por suas perfurações no cabedal. Com bico alongado, zig-zag em relevo na sola e cadarço esportivo, o calçado chega em cartela de cores que vai dos tons neutros até versões bicolores super fresh.

melissa-classic-brogue-r170-321820100301-copiamelissa-classic-brogue-r170-321825149601-copiamelissa-classic-brogue-r170-321825149605-copiamelissa-classic-brogue-r170-321825297401-copia

A Melissa Classic Brogue chega ao e-commerce da marca, Galeria Melissa e a Clubes Melissa de todo Brasil neste mês pelo valor de R$170.

GENDERLESS – MODA SEM GÊNERO – MAIS QUE UMA QUESTÃO DE ESTILO

genderless-moda-sem-genero-muito-mais-que-uma-questao-de-estilo-7

Logo no início de 2016 fomos surpreendidos pelo editorial da Louis Vuitton que trouxe Jaden Smith usando roupas até então direcionadas ao público feminino. Até então? Sim, afinal, depois deste editorial, discussões vieram à tona sobre o que é produzir roupas pensando em pessoas e como elas podem se expressar através do que vestem, e não apenas em gêneros feminino e masculino. Surge a discussão diante do termo genderless!

genderless-moda-sem-genero-muito-mais-que-uma-questao-de-estilo-3

Campanha Louis Vuitton SS16 com Jaden Smith

Genderless, sem gênero, agênero, agender, plurissex, ou unissex são os termos que vem crescendo desde então quando o assunto é moda.

Mas o que seria essa moda genderless – sem gênero – direcionada a homens e mulheres em igualdade?

Bom, a moda unissex não surgiu em 2016 como algumas pessoas podem estar pensando, na verdade ela vem desde os anos 20, quando, Coco Chanel começou a pinçar idéias no guarda roupa masculino para vestir as mulheres de maneira mais confortável, criando na época ícones como a calça pantalona e a camisa bretão, peças inspiradas no uniforme da marinha francesa. E desde então o guarda roupa feminino vem flertando com o masculino. Exemplo disso são a calça boyfriend, o oxford, e o mocassim, sempre encontrado e utilizado com muita frequência pelas mulheres, tornando o fato de uma mulher usar roupas mais masculinas algo comum aos olhos e considerado estiloso por muitos.

genderless-moda-sem-genero-muito-mais-que-uma-questao-de-estilo4.jpg

À exemplo de Chanel, outros nomes como Yves Saint Laurent, Emilio Pucci, Giorgio Armani, e Ralph Lauren continuaram este flerte entre os guarda roupas feminino e masculino em seus desfiles.

Mas, isso ainda não é exatamente a moda genderless – sem gênero – afinal, a moda para o público masculino raramente tem esse flerte com o guarda roupa feminino.

Exemplificando, uma mulher pode facilmente se apoderar de peças masculinas e ficar bem vestida, seja com uma peça inspirada no traje masculino, ou algo realmente retirado da seção masculina de uma loja, como uma t-shirt por exemplo.

Mas, um homem usando peças consideradas femininas causa certa estranheza em alguns, e ainda temos o fato de que essas peças não possuem uma versão pensada para vestir o corpo masculino. Sendo assim, ao invéz de bem vestido, o homem fica parecendo estar usando a roupa de uma amiga, por vezes até menor do que ele.

A roupa genderless –  sem gênero – é uma roupa produzida para qualquer corpo, capaz de deixar ambos os sexos bem vestidos, independente de ser mulher ou homem. Seja essa roupa uma saia, uma calça, colorida ou em tons neutros, ela deve se encaixar perfeitamente ao corpo de quem queira usa-la, deixando assim aquela pessoa livre para se expressar através daquilo que quer vestir, se sentindo bem vestida e com estilo.

E é isto que a Geração Z, os jovens de 12 a 19 anos, estão solicitando: o direito de vestir o que quiser e se sentir bem. De acordo com isso, estamos começando a ver algumas marcas trazerem uma moda que deixou de ser um simples flerte, para ser real. Um exemplo disso foi a inglesa Selfridges que trouxe no ano de 2016 uma loja recheada de grandes marcas sem a divisão de gênero.

Seguindo esta linha tivemos o desfile de inverno masculino da Gucci que usou homens e mulheres com as mesmas peças de forma a não deixar perceber quem era quem. Nessa mesma semana de moda, outros grandes nomes como Armani e Prada fizeram o mesmo. Aliás, na temporada de verão 2015, Miuccia Prada chegou a dizer ao Style.com que “cada vez mais parece ser instintivamente correto traduzir a mesma ideia para ambos os sexos”. Outros jovens estilistas americanos, como os da 1.61, Telfar e 69 Worldwide vem se juntando a causa e apresentando roupas que vestem bem ambos os sexos.